Algarve-South-Portugal.com

O melhor guia independente do Algarve

Algarve-South-Portugal.com

O melhor guia independente do Algarve

Olhão, Portugal; um guia de turismo para 2022

Olhão é uma vila pescatória tradicional e cheia de personalidade na região centro do Algarve.
A cidade tem uma bela orla marítima, um porto de pesca movimentado e um labirinto de ruas estreitas de paralelepípedos no bairro dos pescadores. Olhão se abre para os calmos cursos de água e lagoas do Parque Natural da Ria Formosa, enquanto para o sul estão as ilhas de areia da Ilha da Armona e da Ilha da Culatra, com suas belas praias.

Olhão é uma das únicas cidades do Algarve onde o foco principal não é o turismo; esta é uma cidade de pescadores movimentada, com um povo trabalhador. Olhão é também uma cidade comparativamente nova; o primeiro edifício de pedra só foi construído no final do século XVII, e a igreja de Nossa Senhora data de 1715.

A falta de monumentos históricos e de aspecto de cidade apenas para trabalhar pode dissuadir alguns turistas, mas é uma pena, visto que Olhão é a vila mais autêntica portuguesa do Algarve. Os restaurantes e cafés estão cheios de portugueses, as tradicionais casas de pescadores são propriedade de locais e a língua predominante que se ouve é o português.

Este artigo irá fornecer um guia turístico de Olhão, e incluir um tour pela cidade com detalhes sobre as principais atrações turísticas.

Destaques de Olhão

Mercados de Olhão

Mercado de Olhão - O mercado diário de peixe e produtos frescos alojado no mercado coberto ao estilo neo-árabe.

Ilha da Armona Olhão

A Ilha da Armona - A ilha do banco de areia ao sul de Olhão, que oferece praias de areia branca e quilômetros de costa deserta. O acesso à ilha é feito de ferry desde o porto de Olhão.

Bairro dos Pescadores Olhão

O Bairro dos Pescadores - O tradicional bairro dos pescadores de Olhão, com a sua casa cúbica única e autêntico ambiente português.

Parque Natural da Ria Formosa  Olhão

O Parque Natural da Ria Formosa - As lagoas de água salgada e os cursos de água protegidos com a extensa vida avícola e marinha. A área pode ser explorada em passeio de barco, caiaque ou nos trilhos naturais que partem de Olhão.

Olhão para um passeio de um dia

Olhão é um destino agradável para uma viagem de um dia. A cidade possui um leque de atrações turísticas únicas e o ambiente de Olhão é muito diferente das principais cidades turísticas do Algarve.

Os principais pontos turísticos de Olhão podem ser avistados em duas horas de passeio, e o dia pode ser estendido visitando as praias da Ilha da Armona ou a comunidade pesqueira da Ilha da Culatra.

Outra opção é explorar o Parque Natural da Ria Formosa. Existem passeios de barco que partem do porto de Olhão, ou existem agradáveis percursos pedestres à volta da Quinta de Marim, onde se encontra o centro de visitantes.

Para a sua viagem de um dia, é muito fácil viajar até Olhão, uma vez que é servida pela linha ferroviária regional do Algarve.

Abaixo está um mapa interativo com sugestão de viagem de um dia de viagem para Olhão. A rota verde é um passeio sugerido pela cidade de Olhão, enquanto a rota amarela é um percurso de 3km em volta da Quinta de Marim. (Nota: aumente o zoom para ver todos os pontos)

Pontos turísticos: 1) Avenida da República 2) Igreja de Nossa Senhora do Rosário 3) Capela de Nosso Senhor dos Aflitos 4) Museu de Olhão 5) Câmara Municipal de Olhão 6) Praça Patrão Joaquim Lopes 7) Mercado de Olhão 8) Jardim Pescador Olhanense 9) Barco Bom Sucesso 10) Balsas para Armona e Culatra 11) Porto de pesca de Olhão 12) Murais de pesca 13) Distrito dos pescadores 14) Quinta de Marim 15) Museu do moinho de marés

Jardim Pescador Olhanense

O Jardim Pescador Olhanense e a marginal de Olhão

Museu Municipal de Olhão

O pequeno Museu Municipal de Olhão detalha a história da vila

olhao portugal

Férias em Olhão

Olhão não é um destino de férias convencional, como Albufeira, Lagos ou Vilamoura. Olhão é uma vila piscatória, com um centro histórico encantador, mas igualmente com algumas zonas muito amenas e degradadas. O outro aspecto sobre Olhão é que não existem praias a curta distância e é necessário pegar um ferry para chegar até elas.

Se estiver de férias em turismo, Olhão pode ser uma boa base para explorar a região central do Algarve, com excursões a Faro, Parque Natural da Ria Formosa e Estoi.

Praias de olhão

As praias da região de Olhão encontram-se na parte sul das duas ilhas dos bancos de areia, a Ilha da Culatra e a Ilha da Armona. O acesso a estas duas ilhas é feito pelos serviços de ferry que partem do porto de Olhão.

As praias estendem-se ao longo de toda a extensão das duas ilhas, e oferecem mais de 10km de areias douradas e águas calmas. Como as praias estão protegidas pelo Parque Natural da Ria Formosa, apresentam um cenário imaculado, rodeadas por dunas e vegetação de praia.

As praias da Culatra e da Armona tendem a ser muito calmas, especialmente quando comparadas com outras praias do Algarve. Na Ilha da Culatra encontra-se uma tradicional vila piscatória, enquanto a Ilha da Armona é uma pequena vila repleta de casas de férias.
Se vai sair de férias em Olhão ou por perto, estas praias não vão decepcionar.

Ilha da Armona beach

Existem seções de praia tranquilas na Ilha da Armona

Olhão to Armona ferry

É um passeio de barco de 20 minutos de Olhão para a Ilha da Armona

Vistas de Olhão
Mercado de olhão

O mercado de Olhão é o coração vibrante de Olhão e está dividido entre dois edifícios neo-árabes de tijolo vermelho. O mercado coberto a leste abriga o maior mercado de peixe do Algarve, e está repleto de bancas que vendem o peixe fresco da noite anterior.

Dentro do edifício ocidental há um mercado de produtos frescos e as várias barracas vendem frutas e vegetais cultivados localmente, flores, pães e artesanato regional. Em torno de ambos os mercados há uma seleção de cafés e bares.

O mercado está aberto de segunda a sábado (fechado domingo). Aos sábados, há uma feira adicional que preenche os trechos do mercado coberto. Mais detalhes podem ser consultados no site do mercado: mercadosdeolhao.pt

Olhão market

O edifício do mercado coberto foi construído em 1915 e celebra a história moura da região

O Barco Bom Sucesso

Atracado no porto de Olhão está uma réplica do barco de pesca “Bom Sucesso”. Esse pequeno barco e dezessete destemidos pescadores conseguiram navegar de Portugal ao Brasil, em 1808, usando apenas as estrelas e um mapa rudimentar.

Os pescadores fizeram esta perigosa viagem ao Brasil para enviar uma mensagem ao exilado rei D. João VI, sobre a derrota do exército de Napoleão no Algarve. O pequenino barco de apenas 20m de comprimento, pensado para a pesca da sardinha, conseguiu percorrer um percurso de mais de 5.500km.

Este heroísmo foi recompensado com a atribuição de Olhão à categoria de vila, libertando-a da rivalidade entre Faro e Tavira. A réplica do Bom Sucesso está aberta ao público e com entrada gratuita.

Bom Sucesso Olhão

A réplica do barco pesqueiro do Bom Sucesso

As casas cubistas

O bairro dos pescadores é emaranhado de estreitas vielas de paralelepípedos e casas caiadas de branco.

As casas desta área foram construídas em forma de cubo, com um ou dois andares, e telhados planos em socalcos. Os terraços e telhados planos proporcionam uma visão desimpedida do porto e permitiam que as esposas dos pescadores vigiassem o retorno seguro de seus maridos. O projeto foi inspirado na arquitetura marroquina e são conhecidas como casas “cubistas”.

O patrimônio pescatório de Olhão foi capturado numa série de belos murais de parede que revestem a antiga fábrica de conservas, na Rua da Fábrica Velha.

cubist Olhão

As casas em forma de cubo no distrito de pesca

A Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

A Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário é uma igreja de estilo rococó do final do século 17 que fica no centro de Olhão. A construção da igreja foi financiada por doações dos pescadores e suas famílias. A torre do sino está aberta ao público (entrada 1,00 €) e oferece uma vista maravilhosa sobre o centro de Olhão.

Na parte de trás da igreja encontra-se a Capela de Nosso Senhor dos Aflitos. Históricamente, as famílias de pescadores iam a esta pequena capela para rezar pelo seu regresso em segurança ou para lamentar a perda de entes queridos.

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário Olhão

A fachada simples caiada de branco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Capela de Nosso Senhor dos Aflitos Olhão

Capela de Nosso Senhor dos Aflitos

O Parque Natural da Ria Formosa

Os lodaçais de água salgada, lagoas de marés a sul de Olhão são protegidos pelo Parque Natural da Ria Formosa.

Este ecossistema de banco de areia e lagoa de água salgada é um habitat importante para pássaros e pequenos animais aquáticos. Existem inúmeras aves pernaltas (como garças, íbis e colhereiros) e é um ponto de descanso vital para as aves que migram entre a Europa e a África. Os cursos de água calmos são o lar de uma das maiores concentrações de cavalos-marinhos do mundo (cavalos-marinhos de focinho longo e de focinho curto), e existem até raras tartarugas de lago.

A designação de “parque natural” também protege os métodos tradicionais de pesca do marisco e limita a extensão do desenvolvimento turístico ao longo da costa. A sede do parque fica na Quinta de Marim, e daqui é um agradável percurso de 3km que engloba todos os diferentes ecossistemas (alagados, pinhal e bancos de areia).

Parque Natural da Ria Formosa Olhão

Os calmos cursos de água do Parque Natural da Ria Formosa

Olhão, Faro ou Loule?

Olhão, Faro e Loule são passeios de um dia populares na região central do Algarve. Faro é uma cidade histórica, Loule é uma cidade mercantil e Olhão é um movimentado porto pescatório. Faro é, em nossa opinião, o melhor destino para uma viagem de um dia, uma vez que contém mais e variadas paisagens. Olhão é melhor do que Loule porque oferece uma bonita zona ribeirinha e uma encantadora zona de pescadores.
Artigos relacionados: Guia de Faro - guia de Loule

pt-br - es uk de it fr